domingo, 1 de julho de 2012

30 de Junho de 2012

Jantámos, rimos, passeámos e dançámos juntos.
Instaurámos a "santa confusão" que só os filhos de Deus irradiam.
Fomos repreendidos, e respeitámos, com pesar, a repreensão.
Demos abraços e dissemos segredos.
Orámos, e chorámos com alegria o que Deus vai fazer.
Vimos um homem, ensanguentado, estendido na estrada.

Até Dezembro, foi a última vez.
A vida tem períodos e episódios que as palavras não conseguem traduzir.

1 comentário:

rebeca disse...

vamos ter de chorar aqui? não me faças isto hoje.